ClapMe transmite essa semana “Elefante Live” com Paola Poliny e “Estúdio Rock” com a banda Vó Tereza

elefante-live

Semanalmente, plataforma exibe os programas que destacam o rock nacional e apresentam lançamentos da cena independente

Matéria e foto: Divulgação

A programação das segundas-feiras do Palco Premium do ClapMe recebe, nesta semana (25/07) mais uma edição dos programas Elefante Live e Estúdio Rock. Às 16h, a atriz, cantora e compositora, Paola Poliny, canta, no Elefante Live, seus sucessos e conta um pouco mais sobre sua história. Em seguida, o Estúdio Rock, às 19h30, comandado pelo China, recebe a Vó Tereza, banda de sete integrantes com bagagens diferentes e versatilidade como uma de suas principais características.

Ambos os programas abrem espaço para (pouquíssimos) convidados assistirem ao show de dentro do estúdio (em São Paulo). Por isso, a Diletto – conhecida por seus sorvetes exclusivos com base italiana – adoça o ambiente com seus saborosos picolés para os presentes.

A grade das segundas e quartas-feiras do ClapMe começam às 10h, com a turma do programa Dobalacobaco 2.Zé, da Rádio 89. Para quem gosta de dar boas risadas com piadas inteligentes – e outras nem tanto assim. Com identidade visual revitalizada, melhor navegabilidade e ferramentas aprimoradas, o Palco Premium vem abastecendo seu catálogo com uma programação bem diversificada.

Fique ligado e veja o que vem por ai:
– 25/07: Paola Poliny – Elefante Live
– 25/07: Vó Tereza – Estúdio Rock
– 01/08: Aline Machado – Elefante Live
– 01/08: Medulla – Estúdio Rock

Sobre ClapMe

Conhecido por criar uma plataforma de interação em tempo real entre fãs e artistas – com aplausos virtuais, gorjetas em troca de recompensas exclusivas e bate-papo entre fãs – o ClapMe tem a ambição de se tornar o Netflix de shows ao vivo. Afinal, é um serviço de transmissão que pode ser visto em tempo real e sob demanda. “Nosso principal produto é a música e os shows – queremos que os fãs consigam assistir ao maior número de apresentações e shows ao vivo que seja possível, no Brasil e no mundo –, mas traremos também conteúdo de humor, arte e entretenimento.”, conta Filipe Callil, um dos sócios e idealizador do ClapMe.

De acordo com Callil, o ClapMe será parceiro de todas as casas de shows e palcos ao vivo que quiserem monetizar estas apresentações com os visitantes da internet – que podem assistir pelo desktop ou notebook, por celulares e tablets e, em breve, Smart TVs. “É uma forma de democratizar o conteúdo. Acreditamos que as pessoas anseiam por coisas inéditas. Porém, uma grande parte não pode adquirir, principalmente por dificuldades de acesso, localização e recurso financeiro limitado. Se as casas de espetáculo aproveitarem nosso produto e a tecnologia, que hoje permitem novos caminhos, abre-se uma nova fonte de receita”, conclui.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *