Documentário “ECO – Cantos da Terra” terá estreia na Ocupação Deleuze no Teatro da Aliança Francesa dia 4 de setembro

Longa documental registra a pesquisa e o processo composicional de “ECO”, concerto de Rodrigo Reis que utilizou galho de árvore, apitos ornitológicos e conceitos da filosofia da diferença 

Matéria e foto: Divulgação

Com apresentação no dia 04 de setembro de 2017, às 19h, será exibido o documentário “ECO – Cantos da Terra”. A estreia do longa integra a programação da Ocupação Deleuze no Teatro da Aliança Francesa em São Paulo que está disponível no site da Aliança Francesa.

Promovida pela Taanteatro Cia, e contemplada pela 20ª Edição do Programa Municipal de Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, a Ocupação acontecerá entre os dias 01 a 10 de setembro, com uma diversificada programação dedicada à atualidade política, filosófica e artística do pensamento de Gilles Deleuze. Marcada pela estreia do espetáculo 1001 Platôs, a semana também expõe as obras da artista plástica argentina Candelária Silvestre, lançamentos de livros da Editora 34 e palestras e conversas com filósofos, entre estes Luiz Orlandi e Peter Pál Pelbart.

Idealizado pelo compositor Rodrigo Reis e dirigido pela documentarista independente Tania Campos, o longa “ECO – Cantos da Terra”, com duração de 90 minutos, é o registro da pesquisa e do processo composicional do concerto “ECO”, apresentado em 2016 no Instituto de Artes (IA) da UNESP, na capital.

Na obra composta para ensemble, Reis utilizou elementos como galho de árvore, apitos ornitológicos e motosserra e levou para a sala de concerto o ativismo ecológico, onde fez uma dura crítica às políticas ambientais vigentes. Além disso, investiu na linguagem da performance corporal e vocal para expressar e dar visibilidade a valores eco-ético-estéticos, compondo uma ode musical ao conceito de Ecosofia de Félix Guattari.

Em diálogo com a filosofia da diferença, com a estética da Crueldade de Artaud e em sintonia com as propostas da Taanteatro Cia, o filme mostra os laboratórios de corpo-voz em Glossolalia Intensiva conduzido para 18 performers. Em ressonância com o microtonalismo do compositor Giacinto Scelsi e seguindo as trilhas de Bernie Krause, o doc detalha o projeto bioacústico das gravações da fauna na região serrana do sul de Minas Gerais, onde os cantos de 18 aves foram transcritos em partituras e orquestrados.

De acordo com Reis, a comunicação com o ouvinte é uma de suas preocupações frente uma linguagem tão hermética como é a da música contemporânea. Desta forma, o documentário apresenta “ECO” de uma forma didática, explicativa e acessível a todos os interessados. “Minha principal motivação para produzir este vídeo-documentário, foi compartilhar com o público o cotidiano de trabalho e os problemas de um compositor contemporâneo durante um processo criativo. O que as pessoas vão ver no filme, que contém a íntegra do concerto, é a culminância artística de uma trajetória de duas décadas dedicadas à música, à filosofia da diferença e à ecologia”, conta o compositor.

Em relação a sua parceria com a diretora Tania Campos, o compositor vê o documentário “como o fértil encontro dos sonhos e dos quintais de duas crianças, uma da cidade e outra da roça; ao mesmo tempo é a confluência entre as lutas micropolíticas de dois artistas na afirmação de suas sensibilidades estéticas”.

Sobre o compositor

O esquizoanalista e ativista Rodrigo Reis concluiu sua formação em Composição na Unesp em 2016 com a apresentação da pesquisa e do concerto “ECO”.

Sobre a diretora

Tania Campos é uma documentarista independente que pesquisa a realidade no documentário em um projeto de vídeo-diários com imagens do cotidiano. No youtube seu canal “Solos – As Pessoas”, cartografa como as pessoas têm vivido a atualidade política no Brasil.

Serviço:
ECO – Cantos da Terra
Quando: 04/09 (19h)
Local: Ocupação Deleuze no Teatro da Aliança Francesa (Rua General Jardim, 182, Centro)
Quanto: Entrada franca
Duração: 90 minutos
Classificação: Livre
Capacidade: 226 lugares
Estacionamento: conveniado em frente
*Após a apresentação, o compositor e a diretora participarão de um bate-papo com o público

Ficha técnica:
Direção e edição: Tania Campos
Roteiro e produção: Rodrigo Reis

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *