Jon Anderson, a maior voz do rock progressivo e eterno vocalista do YES, tocando os maiores sucessos da banda, no HSBC Brasil

Jon Anderson

Matéria: Divulgação
Foto:
Raphael Franco

Voz marcante do rock progressivo mundial, o ex-vocalista e fundador da banda Yes Jon Anderson, faz show no Hsbc Brasil no dia 18 de outubro. Com mais de 40 anos de carreira no Yes e projetos solo, Anderson gravou mais de 30 discos e fez parcerias com o músico grego Vangelis, o inglês Mike Oldfield e o cantor mineiro Milton Nascimento.

Carreira solo

Jon Anderson já trilhava uma carreira solo paralela no auge do Yes, em meados da década de 70, quando lançou o exótico Olias of Sunhillow, um álbum incomum, baseado em música étnica e sons acústicos. Mais tarde, gravaria com Vangelis e Mike Oldfield e prosseguiria alternando trabalhos solo e reuniões com o Yes.

Em 1985, veio com o grupo pela primeira vez ao Brasil, para se apresentar no Rock in Rio I. E voltou outras vezes, solo ou com o Yes, enquanto este experimentava mudanças de formação. Em 2008, quando o grupo sairia em turnê para comemorar 40 anos, Jon teve problemas de saúde e, para sua surpresa, a banda acabou recrutando outro vocalista. Até hoje não retomaram as relações, mas Anderson mantém sua carreira ativa, fazendo o que sempre soube fazer de melhor!

Histórico

Jon Anderson fundou o Yes em 1968, com o baixista Chris Squire. Uma vez perguntaram a ele, que é vegetariano e místico, por que o nome Yes. E ele respondeu: “Porque é positivo”. Simples assim. Com o Yes, o cantor viveu um período de apogeu nos anos 1970. O rock progressivo – um híbrido de rock´n´roll, jazz, música clássica, música étnica e vanguarda – estava, então, no auge.

Na época, o tecladista Rick Wakeman havia se incorporado à banda e chamava a atenção pelo virtuosismo rock e pelo visual ofuscante, com capas de lantejoulas refletindo as luzes coloridas. A voz de Anderson, celestial, etérea, proporcionava à música do Yes uma atmosfera única, mas talvez o grupo tenha se tornado vitima de sua obsessão pelo perfeccionismo.

Assim, o Yes, como toda a música opulenta dos anos 70, virou uma presa fácil dos punks no final daquela década. Com isso, o grupo teve de se reinventar e elaborar um som mais condizente com as tendências dos anos 1980.

Serviço:
• Jon Anderson
Gênero:
Rock Progressivo
Censura: 14 anos
Ingressos: de R$ 120,00 a R$ 300,00
Local: HSBC Brasil (Rua Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antonio)
Quando: 18/10 (22h)
Estacionamento: Hot Valet (com manobrista)

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *