‘Limpe todo sangue antes que manche o carpete’ tem curtíssima temporada na Caixa Cultural São Paulo

limpe-todo-o-sangue-antes-que-manche-o-carpete
Crédito: Cabéra

Cia Dos Inquietos comemora cinco anos de trajetória do espetáculo, que tem texto de Jô Bilac e direção de Eric Lenate. Sucesso nos palcos, a peça ganhará versão no cinema

Matéria: Divulgação

A CAIXA Cultural São Paulo apresenta, de 09 a 18 de setembro, de sexta a domingo, o espetáculo “Limpe todo o sangue antes que manche o carpete”, de autoria do dramaturgo carioca Jô Bilac e direção de Eric Lenate. A montagem é da Cia dos Inquietos, coletivo integrado pelos atores Ed Moraes, Rita Batata, Daniel Tavares e João Paulo Bienemann. A peça, que esteve em cartaz na Caixa Cultural do Rio, em 2014, tem entrada franca e o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

O texto de Jô Bilac, um dos dramaturgos mais premiados da nova geração – indicado em 2010 para o Prêmio Shell de Teatro e da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) – apresenta quatro personagens distintos, os quais com seus desejos, frustrações, medos e ansiedades buscam incessantemente pelo sucesso pessoal, custe o que custar.

Ed Moraes (protagonista da série Condomínio Jaqueline na FOX neste ano), Daniel Tavares (atualmente na novela Haja Coração, da TV Globo), João Paulo Bienemann (da série Na Mira do Crime, da TV Record) e Rita Batata (da novela A Garota da Moto, do SBT, premiada como  Melhor Atriz no 16º Rencontres du Cinéma Sud-americain de Marseille ) compõem o elenco do espetáculo.

Sobre a Cia dos Inquietos

Coletivo com sete anos de atividades, é liderado por Ed Moraes e reúne artistas oriundos de vários grupos e companhias de destaque do teatro paulista como o CPT – Centro de Pesquisa Teatral, Uzyna Uzona Teatro Oficina, Cia Fábrica São Paulo, Cia Núcleo Experimental, Satyros e Cia das Auroras, que compartilham as mesmas preocupações e questionamentos acerca do teatro contemporâneo.

“Em abril de 2009, um pequeno coletivo de atores advindos de diferentes estados brasileiros surgiu com o intuito de levantar questões e refletir a respeito do teatro e da vida contemporânea. Após conhecer o dramaturgo carioca Jô Bilac e suas obras, percebemos o quanto suas ideias e inquietações estavam ligadas diretamente as nossas. Em julho de 2010, o dramaturgo se mostrou interessado em ter uma de suas obras montadas por um grupo de São Paulo e acabamos chegando até seu texto Limpe todo sangue antes que manche o carpete. Depois de quase um ano de ensaios, a montagem chegou aos palcos em abril de 2011”.

Por Ed Moraes_ Idealizador e Integrante da Cia dos Inquietos.  

Sobre o autor Jô Bilac

Jô Bilac é o dramaturgo mais premiado da nova geração. Venceu e foi indicado para os prêmios Shell, APTR, CesgranRio, Prêmio Quem, Globo faz a diferença. Atualmente escreve para teatro, cinema e tv. Seus últimos trabalhos mais premiados são Conselho de Classe com Cia dos Atores e Beije minha lápide com Marco Nanini.

Em 2007 escreveu “Desesperadas”, comédia com a atriz Cristina Pereira, com prêmio de “Melhor atriz” para Lidiane Ribeiro no Festival de Comédia Laura Alvin. No mesmo ano, estreou “2 p/viagem”, com Mateus Solano e Miguel Thiré; e “Cachorro!”, com a Cia Teatro Independente (formada por Vinícius Arneiro, Carolina Pismel, Paulo Verlings e Julia Marini).

Em 2008 estreou o texto “Limpe todo sangue antes que manche o carpete”. Em 2010 foi indicado para o Prêmio Shell de Teatro e da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Venceu o Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro na categoria de melhor autor, com a peça “Savana glacial”, em 2010.

Estreou sua primeira montagem paulista, em 2011, com o texto “Limpe todo o sangue antes que manche o carpete” como primeiro trabalho da Cia dos Inquietos. Em 2013, Bilac recebeu uma nova indicação ao Shell e APTR de melhor autor pelo texto “Conselho de Classe” e foi vencedor do prêmio Cesgranrio de Teatro. Em 2014 estreia “Beije minha lápide”, espetáculo com Marco Nanini.

Ficha técnica:
Texto: Jô Bilac
Direção: Eric Lenate
Elenco: Ed Moraes, Daniel Tavares, João Paulo Bienemann e Rita Batata
Cenário e sonoplastia: Eric Lenate
Figurinos: David Schumaker/Eric Lenate
Iluminação: Eric Lenate/Karine Spuri
Técnico: Igor Sully Cordiolli
Fotografia: Cabéra/Gustavo Porto/Sander Newton
Idealização e direção de produção: Ed Moraes
Produção: Cia Dos Inquietos
Co-produção: Arrumadinho Produções Artísticas

Serviço:
Limpe todo sangue antes que manche o carpete (de 09 a 18 de setembro)
Duração: 55 minutos
Ingressos: Entrada franca (ingressos distribuídos a partir das 9h do dia do espetáculo)
Quando:  sexta-feira a domingo (19h15)
Local: CAIXA Cultural São Paulo (Praça da Sé, 111, Centro)
Classificação: 16 anos
Capacidade: 80 lugares

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *