Marcos Romera é um dos responsáveis pela trilha sonora da nova serie da TV Globo

marcos-romera

Instrumentista criou, gravou, fez arranjos e produziu vários temas para cenas e personagens de “Nada Será Como Antes”, que estreia dia 27 de setembro

Matéria e foto: Divulgação

O músico Marcos Romera, que ficou nacionalmente conhecido por atuar como pianista nas TVs Manchete, Gazeta e CNT no Programa Clodovil, se prepara para comemorar mais um passo importante em sua carreira. Ele é um dos responsáveis por criar, gravar, fazer os arranjos e produzir vários temas para cenas e personagens da nova série da TV Globo “Nada Será Como Antes”, que estreia dia 27 de setembro. O músico foi escolhido para fazer parte do projeto, a convite do amigo, o maestro Eduardo Queiroz.

“A série busca relatar musicalmente o cenário da época, onde se ouvia muito jazz, bossa nova e o melhor da música latina, o que proporcionou a mim e a todos os envolvidos uma maravilhosa volta no tempo. Revisitamos melodias incríveis, e autores consagrados. Foi sem dúvida uma das mais prazerosas produções das quais participei!”, contou Romera.

O músico já participou de algo parecido, em 2015, na novela “I Love Paraisópolis”, onde foi o instrumentista (piano) convidado na música “A Noite”, interpretada pela cantora Tiê.

Marcos Romera acaba de lançar novo trabalho que tem como tema São Paulo, a cidade mais populosa e intensa do Brasil. O pianista, arranjador, produtor, instrumentista e agora escritor lançou recentemente o CD intitulado “DaGaroa”, que tem como complemento seu primeiro livro “Crônicas da Garoa”.

Sobre Marcos Romera

Marcos Romera, músico paulistano, iniciou suas atividades musicais aos 6 anos , tocando violino na Orquestra da CCB, onde seu pai era maestro. Aos 7, teve seus primeiro contato com o piano, que mais tarde viria a se tornar seu principal instrumento.

Aos 13 anos de idade, já atuava profissionalmente em Bragança Paulista, cidade onde cresceu. Apresentou-se na Sociedade Sinfônica daquela cidade com seu primeiro grupo de música instrumental.

Aos 16, mudou-se para São Paulo, onde cursou Composição e Regência na Faculdade Santa Marcelina, Harmonia e Improvisação com o mestre Wilson Curia e Orquestração e Arranjos com o professor Cláudio Leal. Realizou ainda palestras sobre improvisação na UNESP, Universidade Estadual Paulista a convite do compositor contemporâneo brasileiro e professor daquela instituição, Edmundo Villani-Cortes.

Foi semifinalista do Prêmio VISA Eldorado de Música Instrumental, arranjador e arregimentador do Prêmio VISA Eldorado versão vocal, onde escreveu para a Orquestra Jazz Sinfônica arranjos para a finalíssima daquele festival.

Apresentou-se na NAMM, Feira Internacional de Música e Tecnologia de Los Angeles com a baterista Brasileira Vera Figueiredo, e no Montreux Jazz Festival, na Suíça em 2010 com o composter brasileiro radicado em Nova York Daniel Taubkin.

Compôs a trilha do curta de animação “O Espantalho”, Vencedor do Anima Mundi 2002, do diretor indicado ao Oscar em 2016 Alê Abreu, entre outras inúmeras trilhas sonoras e jingles para publicidade em 20 anos atuando nessa área.

Atualmente, além da divulgação do seu último CD e de seu primeiro livro, escreve arranjos para a Banda Oito do Bem, ministra o primeiro e único Curso de Música Para Publicidade no Brasil, também de sua autoria e produz jingles e trilhas sonoras para publicidade na Soundzilla, uma das maiores produtoras do ramo atendendo as principais agências de São Paulo.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *