terça-feira, 16 abril, 2024
Teatro

Inspirada na crônica homônima de Luís Fernando Veríssimo, a comédia estreia no Tucarena no dia 22 de setembro

Crédito: Joaquim Araújo

Com direção de Ricardo Grasson e texto de Regiana Antonini, espetáculo retrata dois completos estranhos – vividos por Adriana Birolli e Eduardo Pelizzari – que se encontram sob a mesma cama depois de uma noitada de Ano Novo

Matéria: Divulgação
Foto: Joaquim Araújo

O divertido e refinado olhar de Luis Fernando Verissimo para as ambiguidades humanas nas situações mais banais da vida é explorado pela comédia O Dia Seguinte, inspirada em uma crônica homônima do autor gaúcho. O espetáculo, com direção de Ricardo Grasson, texto de Regina Antonini, estreia no dia 22 de setembro no Tucarena, onde segue em cartaz até 29 de outubro, com apresentações às sexta, às 20h30, sábados, às 21h, e aos domingos, às 19h. Sessões de domingo sempre com intérprete de libras.

A montagem é estrelada pela dupla Adriana Birolli e Eduardo Pellizari e tem produção da WB Entretenimento, comandada por Bruna Dornellas e Wesley Telles, responsáveis por grandes espetáculos como Misery, de Stephen King, com Mel Lisboa e Marcello Airoldi; e Três Mulheres Altas, de Edward Albee, com Suely Franco, Deborah Evelyn e Nathalia Dill.

Esse conto encontra-se no livro “Comédias Brasileiras de Verão”, onde a autora Regiana Antonini desenvolveu o texto do espetáculo. A trama narra o encontro de dois completos desconhecidos que acordam na mesma cama um dia após a virada do ano. Em comum, Luanna e Renato têm apenas o fato de que eles não lembram como foram parar ali. Sem roupas e diante de um enorme desconforto, eles precisam reconstruir suas lembranças e dar algum sentido para a cena que vivem ali.

Com base em princípios do humor nonsense, a comédia dirigida por Ricardo Grasson brinca com o inesperado e, assim, orienta e desorienta ações a fim de que Luanna e Renato reconstruam suas identidades, conheçam um ao outro e desenvolvam novas histórias com a consciência de quem pretende fazer valer os votos de um feliz ano novo.

Ao analisar as ambiguidades humanas, o texto revela as fraquezas nossas de cada dia e resulta em uma comédia impagável, que retrata existências deliciosamente banais, marcadas por paixões e ódios, vícios e extravagâncias.

“Sempre quis adaptar um conto do Veríssimo. Li quase tudo que ele escreveu e sempre que leio, visualizo a história, como se fosse ou um filme, ou uma peça de teatro. Me divirto muito e penso: “como ele tem essas ideias tão simples e incríveis”? Ele fala sobre o comportamento humano, sobre o cotidiano, sobre as pequenas coisas, o simples da vida, de uma maneira única. O leitor se identifica, se vê ali, naquela situação, pois elas realmente podem acontecer na nossa vida. E comentando isso com o Wesley e com a Bruna (sócios da WB Produções), descobri que eles também amavam os contos do Veríssimo. Eu falei sobre O Dia Seguinte. Eles adoraram a ideia e disseram: “escreve que a gente produz”. Não deu outra.” – afirma a autora Regiana Antonini.

“Veríssimo sabe como ninguém transformar em riso o cotidiano, aprofundar nas cenas simples da vida também me interessa. Regiana transformou um conto em teatro com tamanha comicidade e sensibilidade, para continuarmos rindo das sutis tiranias, infidelidades, paixões fulminantes e ódios mortais, ritos que nos transformam em seres pueris. Adriana e Dudu conduzem esse diálogo simples de forma com que nos identificamos e acreditamos nos momentos de suspensão recheados de críticas a nossa sociedade moderna que o texto propõe. Irreal acreditar nessa realidade”, afirma o diretor Ricardo Grasson.

Sinopse

Um dia após a virada do ano, em um desorganizado quarto de um apartamento, dois estranhos acordam sob a mesma cama. Em comum, Luanna e Renato têm apenas a amnésia que não lhes permite recordar como chegaram ali. O desconforto provocado pela ausência de roupas e o desconhecimento sobre sua exata localização são complicadores para um relacionamento mais amigável entre esses dois que, a todo esforço, precisam reconstruir suas lembranças em prol de tentar conferir algum sentido à cena que interpretam.

Luis Fernando Veríssimo

Aos 83 anos de idade, Luis Fernando Verissimo é um dos autores nacionais que mais vendem livros no Brasil. Com mais de 60 títulos publicados, em 2006 chegou aos 70 anos de idade como um dos maiores escritores brasileiros contemporâneos, tendo vendido ao todo mais de 5 milhões de exemplares de seus livros. Um artista plural: contista, cronista, romancista, humorista, cartunista, tradutor, músico. Verissimo é uma fábrica de fazer humor. Foge da retórica e não tem limite à imaginação. O trabalho do autor é também conhecido na TV, quando ganhou ainda mais notoriedade com o grande público ao adaptar para minissérie o livro “Comédias da Vida Privada”. A série recebeu alguns prêmios, entre eles, em 1995, o Grande Prêmio da Crítica da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Verissimo foi também roteirista de outros humorísticos televisivos. Jornalista de formação, consagrou-se por seu estilo em uma série de cartuns e histórias em quadrinhos publicados em diversas colunas, que teve em inúmeros jornais e revistas no país.

Ricardo Grasson – Diretor

Ricardo Grasson é ator, produtor e diretor  de teatro. Formado em cinema pela “NUCT ” Nuova Università dell Cinema e della Televisione – Roma – Itália. Produziu nos últimos anos mais de 60 espetáculos ao lado de diretores como, Caco Ciocler, Eric Lenate, Marco Antonio Rodrigues, Vanessa Bruno, Michele Ferreira, Wolf Maya, José Possi Neto, Cyntia Falabella, Marcela Lordy, Elias Andreato entre outros. No cinema recebeu o prêmio de melhor ator por sua atuação no filme, Uriele, de Nana Frozzina Festival de Marsala, Sicília, Itália em 2006. Como ator revelação pelo mesmo filme no Glob Festival de Roma, 2007. Em 2018 dirigiu o espetáculo “Somos tão jovens”, em 2019 dirigiu o espetáculo “O Ovo de Ouro” e em 2020 o espetáculo A Bicicleta de Papel. Foi diretor e encenador de “Identidade X Max e Eva”, “Maria Thereza e Dener”, “O Falcão Vingador” e “O Bem Amado – Musicado” no qual foi indicado ao Prêmio PRIO do Humor 2023 na categoria de melhor direção. Foi premiado como melhor diretor no prêmio DID Teatro musical 2022 e melhor espetáculo no prêmio ARCANJO SP.

Regiana Antonini – Autora

Regiana Antonini é atriz, roteirista, autora e diretora teatral. Natural de Belo Horizonte, mora no Rio de Janeiro desde o final dos anos 80. É formada em Jornalismo e Publicidade pela PUCMG e em Artes Cênicas pela CAL (Casa das Artes de Laranjeiras). Escreve para teatro desde 1991. Sua primeira peça foi uma “Um Retrato de Corpo Inteiro” – adaptação de um conto da Clarice Lispector. Regiana escreve sobre o seu tempo e seus questionamentos, como humor e peças mais lúdicas. Em 1993 escreveu “Solteira, Casada, viúva, Divorciada” para a triz Lilia Cabral, que acabou sendo indicada ao Prêmio Shell. Em 1994, escreveu e dirigiu a peça Banheiro Feminino com Luisa Thiré, Inês Vianna, Cibele Santa Cruz, Malu Galli, etc. Em 1995, escreveu “Aonde está você agora” que tiveram no elenco em diversas montagens: André Gonçalves, Marcelo Serrado, Jonas Torres, Bruno Gagliasso, Thiago Martins, Rafael zulu, entre outros. Regiana foi indicada ao Prêmio Mambembe como melhor autora. Em 1997 ganhou Prêmio Sharp de teatro de melhor autora, com a peça Futuro do Pretérito, encenada por Lilia Cabral e Dalton Vig, sob a direção de Marcelo Saback. Escreveu também: Tudo de bom, Ultimo Drink (direção de Marília Pera), As Aventuras de Pinóquio (Prêmio Mambembe de melhor texto, melhor figurino), Bravíssimo (com Edwin Luisi), Meu ex Imaginário (com Fernanda Paes Leme e Henri Castelli), Tô Grávida (com Paulinho Vilhena e Fernanda Rodrigues), O Filho da Mãe (com Regiana e Pedro Nercessian), O Chá das Cinco (com Eduardo Martini e Marcelo Saback), Doidas e Santas (com Cissa Guimarães), Feliz por Nada (com Cristiana Oliveira), Amadas, com Elizabeth Savala, Neura e Nefelibato.

Adriana Birolli – Atriz

Começou fazendo cursos de teatro infantil em Curitiba com oito anos. Atriz profissional desde os 16 anos. Cursou a Oficina de Atores da Globo, por quase dois anos. Em 2008, interpretou a personagem Viviane, na novela Beleza Pura (TV Globo), e também a novela Viver a Vida, de Manoel Carlos, vivendo a personagem Isabel. Em sua estreia na TV, começou ao lado de José Mayer e Lilia Cabral. Pela interpretação de Isabel, Birolli conquistou o prêmio de atriz revelação no Melhores do Ano, do programa Domingão do Faustão e da revista Contigo. A segunda novela de destaque foi Fina Estampa, de Aguinaldo Silva, vivendo a Patrícia, uma jovem amorosa e sensível. A personagem da atriz era filha de Teresa Cristina, papel de Christiane Torloni, e fazia par romântico com Antenor, interpretado por Caio Castro. Em 2014, após um período dedicada a uma turnê pelo país com a peça Manual Prático da Mulher Desesperada, com direção de Ruiz Bellendam retorna à TV na novela Império, de Aguinaldo Silva, no horário nobre. Em 2015 integra o elenco da novela Totalmente Demais, na pele da jornalista Lorena Domingos. Em 2017 integra o elenco da novela Belaventura e em seguida Jesus, ambas na TV Record. Ao todo, Adriana Birolli já participou de 13 programas, 2 filmes e 18 espetáculos teatrais, sendo o mais recente “O Dia Seguinte”. A atriz coleciona 10 indicações a diversos prêmios, vencendo 7 deles, como Troféu Gralha Azul como melhor atriz na peça Manual Prático da Mulher Desesperada, e os prêmios Contigo, Quem, Super Cap de Ouro e Melhores do Ano como Atriz Revelação na novela Viver a Vida. Vence também como Melhor Atriz e Destaque do Ano no Prêmio Jovem Brasileiro e Troféu Top of Business na novela Fina Estampa.

Eduardo Pelizzari – Ator

Dudu Pellizzari teve seu primeiro trabalho no cinema em 2005 no filme Carandiru, interpretando o personagem Ronildo, e na televisão foi em 2006, na décima terceira temporada da novela Malhação na TV Globo, onde se destacou e ganhou visibilidade nacional interpretando o personagem Fred. Em 2007, foi para a Rede Bandeirantes para viver Diego na novela Dance Dance Dance. Em 2008 participou da novela Negócio da China, e no mesmo ano começou o espetáculo teatral Garotos no Rio de Janeiro. Em 2010, Dudu participou da terceira temporada do reality show A Fazenda na Rede Record, ficando em 10º lugar. Em 2016, Dudu interpreta o ambicioso Flávio na novela Carinha de Anjo, que foi exibida pelo SBT. Em 2018, Dudu participou da terceira temporada do talent show Dancing Brasil que é exibido pela RecordTV, na qual acabou ficando em 6.º lugar na competição. Ao todo, participou de 12 programas na televisão, participou de 6 filmes, sendo o mais recente o Minha Vida em Marte com Mônica Martelli e Paulo Gustavo. No teatro, atuou nos espetáculos Cyrano (2009), Garotos (2010), Cacilda (2014), O Banquete (2015), Vida Útil (2016), O Louco e a Camisa (2018), Hedda Gabler (2019), e agora em 2023 estrelando no espetáculo O Dia Seguinte, pela WB Entretenimento.

WB Entretenimento

Sediada na cidade de São Paulo, a WB Entretenimento Arte e Produções foi oficializada em fevereiro de 2019 e vem crescendo no segmento cultural. Com 4 anos de atividade no mercado cultural, a WB Entretenimento conta com atuação dos diretores de produção Bruna Dornellas e Wesley Telles, atuantes há mais de 16 anos produzindo e realizando espetáculos e eventos teatrais por todo o Brasil. A empresa tem atividades de formação sociocultural, difundindo a arte e cultura, bem como a qualificação de profissionais do setor, valores estes que se destacam como foco de sua responsabilidade social. Em 2020, a WB encarou o desafio de estudar, idealizar, produzir e viabilizar projetos on-line, assim como realizou curadorias para a seleção de espetáculos nesse formato. Conta com uma equipe de vasta formação técnica em produção cultural, tendo a classe artística como maior aliada. Realizou espetáculos como “Através da Iris” com Nathalia Timberg – dirigido por Maria Maya, “Misery” de Stephen King, com Mel Lisboa, Marcello Airoldi e Alexandre Galindo – dirigido por Eric Lenate, “Gargalhada Selvagem”, de Christopher Durang, com Alexandra Ritcher e Rodrigo Fagundes – dirigido por Guilherme Weber, “Antes do Ano Que Vem”, com Mariana Xavier, dirigida por Ana Paula Bouzas e Lázaro Ramos, e “O Dia Seguinte”, com Adriana Birolli e Eduardo Pelizzari – dirigida por Ricardo Grasson. A WB Entretenimento atingiu um público de 50 mil espectadores em mais de 150 sessões realizadas, envolvendo mais de 100 profissionais entre artistas, técnicos e equipe em seus projetos. A WB tem como objetivo proporcionar experiências socioculturais e acessíveis, prezando pela diversidade, sempre unindo o ESG ao setor cultural.

Vivo Cultura

Considerada uma das principais marcas apoiadoras da cultura no Brasil, a Vivo investe nas artes cênicas, plásticas e na música para ampliar e democratizar o acesso dos brasileiros à cultura. A empresa acredita no poder da tecnologia para ampliar o alcance das iniciativas e levar arte a todo o Brasil. Por meio da plataforma @vivo.cultura, reúne suas iniciativas, além de conteúdos inéditos voltados às artes cênicas e às artes plásticas, como lives que debatem a biografia e obras de grandes autores teatrais a e história das artes plásticas.

Além do Teatro Vivo, que em 2022 promoveu 10 espetáculos, vistos por mais de 33 mil pessoas, a Vivo apoia peças em circulação por todo o país e incentiva importantes equipamentos culturais, como a Pinacoteca de São Paulo, Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), Museu da Imagem e do Som (MIS-São Paulo), Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio), Instituto Inhotim, Museu Oscar Niemeyer e Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM- São Paulo).  Todas as suas iniciativas buscam ampliar o acesso ao conhecimento com novas formas de vivência e aprendizado, fortalecidas nos aspectos de diversidade, inclusão, coletividade e educação.

Ficha técnica:
Livremente inspirado na obra de Luis Fernando Verissimo
Texto: Regiana Antonini
Direção: Ricardo Grasson
Elenco: Adriana Birolli e Eduardo Pelizzari
Diretores de produção: Wesley Telles e Bruna Dornellas
Assistente de direção: Heitor Garcia
Desenhos de luz: Cesar Pivetti
Figurinos: Marcos Valadão
Desenho de som: L.P. Daniel
Cenografia: Kleber Montanheiro
Fotos de estúdio: Joaquim Araújo
Fotos de cena: Leekyung Kim
Videomaker TV: Júlia Rufino
Produção executiva: Marcos Rinaldi
Gestão de projetos: Deivid Andrade
Assistente de produção: Anna Mittmann
Design gráfico: Jhonatan Medeiros
Social media: Ismara Cardoso
Coordenação administrativa: Leticia Napole
Assessoria contábil: Leucimar Martins
Assessoria jurídica: Maia, Benincá & Miranda Advocacia.
Apresentado por: Ministério da Cultura e Vivo
Realização: WB Entretenimento

Serviço:
O Dia Seguinte (de 22/09 a 29/10)
Quando:
 Sextas (20h30), sábados (21h) e domingos (19h)
Local:
Tucarena (Rua Bartira, 347, Perdizes, São Paulo/SP)
Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada).
Ingressos a preços populares (10% da capacidade): R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada)
Duração: 70 minutos
Classificação: 14 anos
Capacidade: 288 lugares
Acessibilidade: Teatro acessível para cadeirantes, e pessoas com mobilidade reduzida. Intérprete de libras presente sempre aos domingos.

Leave a Response